quinta-feira, 7 de dezembro de 2006

A vaga e o frango

Foi definida na manhã de hoje a última das sete vagas para a CPI que vai tentar investigar o caso Aldo Hey Neto. Faltava apenas a decisão dos partidos pequenos - que deveriam indicar um membro, mas estavam enredados na falta de consenso da disputa entre Afrânio Boppré (PSOL), Altair Guidi (PPS) e Odete de Jesus (PL). O prazo para indicação se esgostara há uma semana, mas o governista (e futuro secretário) Guidi queria uma reunião na terça, diminuindo ainda mais o pouco tempo que resta para alguma investigação.

A pressão da oposição deu resultado hoje e - na falta de consenso - a vaga foi escolhida por sorteio. Afrânio levou a disputa, se tornando o terceiro oposicionista na CPI.

- Eu não costumo ganhar nem frango de padaria - comentava mais tarde o deputado, que vai se despedir da Assembléia embaixo dos holofotes da CPI.

CPI que, tudo indica, vai ter 10 dias para investigar e apresentar resultados - já que os trabalhos se encerram no final da legislatura e o recesso inicia dia 22.

1 comentário:

Mário disse...

Puro factóide, não?

Aqui tentaram abrir duas CPIs logo depois das eleições. Os técnicos da Câmara Legislativa espernearam. Disseram que, para fazer uma investigação decente, seria necessário um ano. Aí, junto com uma negociação forte de bastidores, as duas comissões não saíram do papel.

 
BlogBlogs.Com.Br